RESPOSTAS FISIOLÓGICAS AO EXERCÍCIO AQUÁTICO EM GESTANTES HIPERTENSA E NORMOTENSA: RELATO DE CASO CONTROLE

Guilherme Rosa, Ighor Henriques, Ingrid de Freitas Soutinho, Gustavo Neves Monteiro Silva, Danielli Braga de Mello, Fábio Dutra Pereira

Resumen


Contexto: Exercícios aquáticos são prescritos para gestantes devido seus benefícios para a mãe e bebê, entretanto, é importante conhecer as respostas fisiológicas à prática do exercício nessa população.

Objetivos: avaliar as adaptações fisiológicas ao exercício aquático em uma gestante hipertensa e uma gestante normotensa.

Método: Relato de caso/controle composto por 2 mulheres gestantes (1 hipertensa, 31 anos, 102,1kg, 1,60m e sedentária; e 1 normotensa, 35 anos, 97,8kg, 1,73m, e fisicamente ativa), ambas no terceiro trimestre de gestação. Avaliou-se a frequência cardíaca (FC), pressão arterial sistólica (PAS), pressão arterial diastólica (PAD), duplo produto (DP), variabilidade da frequência cardíaca (VFC), e glicose sanguínea (GLI) em quatro momentos distintos: em decúbito dorsal após repouso de 15’ (M1), em imersão em piscina com água na altura do manúbrio esternal após repouso de 5’ (M2), imediatamente após a sessão de exercício aquático (M3), e em decúbito dorsal após repouso de 5’ (M4) respectivamente, exceto para a GLI que foi aferida apenas em M1, M3 e M4. A sessão de exercício consistiu em movimentos de adução e abdução horizontal de ombros combinados com flexão e extensão de quadril sem a utilização de implementos e intensidade entre 60% e 80% da FC máxima.

Resultados: observou-se que as variáveis hemodinâmicas apresentaram modificações apenas em função da imersão na piscina. A sessão de exercício provocou elevação nas variáveis analisadas em ambas participantes, exceto para GLI que apresentou redução. Destaca-se a melhora em FC, PAS, PAD, DP, VFC e GLI na gestante hipertensa em M4 em comparação ao M1.

Conclusoes: o exercício aquático provocou adaptações fisiológicas positivas apresentando-se como uma possível modalidade a ser praticadas por gestantes.


Texto completo:

PDF (Português (Brasil))

Referencias


(1) Alberton, C., & Kruel, L. F. (2009). Influência da imersão nas respostas cardiorrespiratórias em repouso. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, 15(3), 228-232.

(2) Alves, M. V. P. (2009). Hidroginástica: Novas Abordagens. Rio de Janeiro: Atheneu.

(3) Artal, R., & Gardin, S. K. (1999). Perspectiva histórica. In R. Artal, A. R. Wiswell, L. R. Drinkwater (Eds.), O exercício na gravidez. São Paulo: Manole.

(4)Artal R., O’toole, M., & White, S. (2003). Guideline of the American College of Obstetrician and Gynecologists for exercice during pregnancy and postpartun period. Britsh Journal of Sports Medicine, 37(1), 6-12.

(5) Botelho, P. R., & Miranda, E. F. (2012). Principais recomendações sobre a prática de exercícios físicos durante a gestação. Revista Cereus, 6, 1-10.

(6) Brum, P., Forjaz, C., Tinucci, T., & Negrão, C. (2004). Adaptações agudas e crônicas do exercício físico no sistema cardiovascular. Revista Paulista Educação Física, 18, 21-31.

(7) Dye, T. D., Knox, K. L., Artal, R., Aubry, R. H., & Wojtowycz, M. A. (1997). Physical activity, obesity, and diabetes in pregnancy. American Journal Epidemiology, 146(11), 961-965.

(8) Ferreira, C., & Alves, M. C. (2010). Principais mudanças fisiológicas na gestação e exercício. EF Deportes Revista Digital, 15(147),1.

(9) Finkelstein, I., Bgeginski, R., Tartaruga, M. P., Alberton, C. L., & Kruel, L. F. (2006). Comportamento da frequência cardíaca e da pressão arterial, ao longo da gestação, com treinamento no meio líquido. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, 12(6), 376-380.

(10) Finkelsein I., Bgeginski R., Figueiredo, P. A. P., Alberton, C. L., Stein, R., & Kruel, L. F. M. (2009). Comparação das respostas pressóricas e do consumo de oxigênio de gestantes e não gestantes, em exercício contínuo e progressivo, nos meios terra e água. Revista Brasileira de Medicina, 66, 174-177.

(11) Haskell, W. L., Lee, I. M., Pate, R. R., Powell, K. E., Blair, S. N., Franklin, B. A., et al. (2007). Physical activity and public health: updated recommendation for adults from the American College of Sports Medicine and the American Heart Association. Medicine & Science in Sports & Exercise, 39(8), 1423-1434.

(12) Jovanovic-Peterson L., & Peterson C. M. (1996). Exercise and the nutritional management of diabetes during pregnancy. Obstetrics and Gynecology Clinics of North America, 23(1), 75-86.

(13) Kruel, L. F. M., Moraes, E. Z. C., & Ávila, A. O. V., & Sampedro, R. M. F. (2001). Alterações fisiológicas e biomecânicas em indivíduos praticando exercícios de hidroginástica dentro e fora d’água. Revista Kinesis, 104-129.

(14) La Rovere, M. T., Bigger, J. T., Jr, Marcus, F. I., Mortara, A., & Schwartz, P. J. (1998). Baroreflex sensitivity and heart-rate variability in prediction of total cardiac mortality after myocardial infarction. ATRAMI (Autonomic Tone and Reflexes After Myocardial Infarction) Investigators. Lancet, 351, 478-484.

(15) Negrão, C. E., & Rondon, M. U. P. B. (2001). Exercício físico, hipertensão e controle barorreflexo da pressão arterial. Revista Brasileira de Hipertensão, 8(1), 89-95.

(16) Oliveira L., Vasconcelos M., Carvalho S., & Gadelha M. (2010). Repercussões da imersão sobre a pressão arterial em gestantes. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, 32(2), 245-258.

SBEM. Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (2008). Diabetes Mellitus Gestacional. Revista da Associação Medica Brasileira, 54(6), 471-486.

(17) Sorensen, T. K., Williams, M. A., Lee, I. M., Dashow, E. E., Thompson, M. L., & Luthy, D. A. (2003). Recreational Physical Activity During Pregnancy and Risk of Preeclampsia. Hypertension, 41(6), 1273-1280.

(18) Thomas, J. R., Nelson, J. K., & Silverman, S. J. (2008). Métodos de pesquisa em atividade física. 5ed. São Paulo: Artmed.

SBH (2009). V Diretrizes Brasileiras de Hipertensão Arterial. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, 89(3), e24-e79.




DOI: https://doi.org/10.21134/riaa.v3i5.1542

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.
تور آنتالیا ساخت اپلیکیشن میز اداری تور ترکیه آموزش وردپرس آموزش وردپرس صندلی مدیریتی صندلی اداری تبلیغات کلیکی میز تلویزیون پاراگلایدر آگهی رایگان خرید اینترنتی وبلاگدهی گن لاغری

##submission.copyrightStatement##



ISSN: 2530-805X

Revista de Investigación en Actividades Acuáticas | Año 2019


Indexación y Bases de Datos

dialnet  latindex  1Latindex 7dialnet  7dialnet redibredib miar

 

Creative Commons License
Esta obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-
NoComercial-CompartirIgual 4.0 Internacional
.