RESPOSTAS FISIOLÓGICAS AO EXERCÍCIO AQUÁTICO EM GESTANTES HIPERTENSA E NORMOTENSA: RELATO DE CASO CONTROLE

Guilherme Rosa, Ighor Henriques, Ingrid de Freitas Soutinho, Gustavo Neves Monteiro Silva, Danielli Braga de Mello, Fábio Dutra Pereira

Resumen


Contexto: Exercícios aquáticos são prescritos para gestantes devido seus benefícios para a mãe e bebê, entretanto, é importante conhecer as respostas fisiológicas à prática do exercício nessa população.

Objetivos: avaliar as adaptações fisiológicas ao exercício aquático em uma gestante hipertensa e uma gestante normotensa.

Método: Relato de caso/controle composto por 2 mulheres gestantes (1 hipertensa, 31 anos, 102,1kg, 1,60m e sedentária; e 1 normotensa, 35 anos, 97,8kg, 1,73m, e fisicamente ativa), ambas no terceiro trimestre de gestação. Avaliou-se a frequência cardíaca (FC), pressão arterial sistólica (PAS), pressão arterial diastólica (PAD), duplo produto (DP), variabilidade da frequência cardíaca (VFC), e glicose sanguínea (GLI) em quatro momentos distintos: em decúbito dorsal após repouso de 15’ (M1), em imersão em piscina com água na altura do manúbrio esternal após repouso de 5’ (M2), imediatamente após a sessão de exercício aquático (M3), e em decúbito dorsal após repouso de 5’ (M4) respectivamente, exceto para a GLI que foi aferida apenas em M1, M3 e M4. A sessão de exercício consistiu em movimentos de adução e abdução horizontal de ombros combinados com flexão e extensão de quadril sem a utilização de implementos e intensidade entre 60% e 80% da FC máxima.

Resultados: observou-se que as variáveis hemodinâmicas apresentaram modificações apenas em função da imersão na piscina. A sessão de exercício provocou elevação nas variáveis analisadas em ambas participantes, exceto para GLI que apresentou redução. Destaca-se a melhora em FC, PAS, PAD, DP, VFC e GLI na gestante hipertensa em M4 em comparação ao M1.

Conclusoes: o exercício aquático provocou adaptações fisiológicas positivas apresentando-se como uma possível modalidade a ser praticadas por gestantes.


Texto completo:

PDF (Português (Brasil))

Referencias


(1) Alberton, C., & Kruel, L. F. (2009). Influência da imersão nas respostas cardiorrespiratórias em repouso. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, 15(3), 228-232.

(2) Alves, M. V. P. (2009). Hidroginástica: Novas Abordagens. Rio de Janeiro: Atheneu.

(3) Artal, R., & Gardin, S. K. (1999). Perspectiva histórica. In R. Artal, A. R. Wiswell, L. R. Drinkwater (Eds.), O exercício na gravidez. São Paulo: Manole.

(4)Artal R., O’toole, M., & White, S. (2003). Guideline of the American College of Obstetrician and Gynecologists for exercice during pregnancy and postpartun period. Britsh Journal of Sports Medicine, 37(1), 6-12.

(5) Botelho, P. R., & Miranda, E. F. (2012). Principais recomendações sobre a prática de exercícios físicos durante a gestação. Revista Cereus, 6, 1-10.

(6) Brum, P., Forjaz, C., Tinucci, T., & Negrão, C. (2004). Adaptações agudas e crônicas do exercício físico no sistema cardiovascular. Revista Paulista Educação Física, 18, 21-31.

(7) Dye, T. D., Knox, K. L., Artal, R., Aubry, R. H., & Wojtowycz, M. A. (1997). Physical activity, obesity, and diabetes in pregnancy. American Journal Epidemiology, 146(11), 961-965.

(8) Ferreira, C., & Alves, M. C. (2010). Principais mudanças fisiológicas na gestação e exercício. EF Deportes Revista Digital, 15(147),1.

(9) Finkelstein, I., Bgeginski, R., Tartaruga, M. P., Alberton, C. L., & Kruel, L. F. (2006). Comportamento da frequência cardíaca e da pressão arterial, ao longo da gestação, com treinamento no meio líquido. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, 12(6), 376-380.

(10) Finkelsein I., Bgeginski R., Figueiredo, P. A. P., Alberton, C. L., Stein, R., & Kruel, L. F. M. (2009). Comparação das respostas pressóricas e do consumo de oxigênio de gestantes e não gestantes, em exercício contínuo e progressivo, nos meios terra e água. Revista Brasileira de Medicina, 66, 174-177.

(11) Haskell, W. L., Lee, I. M., Pate, R. R., Powell, K. E., Blair, S. N., Franklin, B. A., et al. (2007). Physical activity and public health: updated recommendation for adults from the American College of Sports Medicine and the American Heart Association. Medicine & Science in Sports & Exercise, 39(8), 1423-1434.

(12) Jovanovic-Peterson L., & Peterson C. M. (1996). Exercise and the nutritional management of diabetes during pregnancy. Obstetrics and Gynecology Clinics of North America, 23(1), 75-86.

(13) Kruel, L. F. M., Moraes, E. Z. C., & Ávila, A. O. V., & Sampedro, R. M. F. (2001). Alterações fisiológicas e biomecânicas em indivíduos praticando exercícios de hidroginástica dentro e fora d’água. Revista Kinesis, 104-129.

(14) La Rovere, M. T., Bigger, J. T., Jr, Marcus, F. I., Mortara, A., & Schwartz, P. J. (1998). Baroreflex sensitivity and heart-rate variability in prediction of total cardiac mortality after myocardial infarction. ATRAMI (Autonomic Tone and Reflexes After Myocardial Infarction) Investigators. Lancet, 351, 478-484.

(15) Negrão, C. E., & Rondon, M. U. P. B. (2001). Exercício físico, hipertensão e controle barorreflexo da pressão arterial. Revista Brasileira de Hipertensão, 8(1), 89-95.

(16) Oliveira L., Vasconcelos M., Carvalho S., & Gadelha M. (2010). Repercussões da imersão sobre a pressão arterial em gestantes. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, 32(2), 245-258.

SBEM. Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (2008). Diabetes Mellitus Gestacional. Revista da Associação Medica Brasileira, 54(6), 471-486.

(17) Sorensen, T. K., Williams, M. A., Lee, I. M., Dashow, E. E., Thompson, M. L., & Luthy, D. A. (2003). Recreational Physical Activity During Pregnancy and Risk of Preeclampsia. Hypertension, 41(6), 1273-1280.

(18) Thomas, J. R., Nelson, J. K., & Silverman, S. J. (2008). Métodos de pesquisa em atividade física. 5ed. São Paulo: Artmed.

SBH (2009). V Diretrizes Brasileiras de Hipertensão Arterial. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, 89(3), e24-e79.




DOI: https://doi.org/10.21134/riaa.v3i5.1542

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.
ساخت اپلیکیشن میز اداری آموزش وردپرس آموزش وردپرس صندلی مدیریتی صندلی اداری تبلیغات کلیکی میز تلویزیون پاراگلایدر خرید اینترنتی وبلاگدهی گن لاغری

##submission.copyrightStatement##



ISSN: 2530-805X

Revista de Investigación en Actividades Acuáticas | Año 2017


Indexación y Bases de Datos

dialnet  latindex  1Latindex 7dialnet  7dialnet redibredib miar

 

Creative Commons License
Esta obra está bajo una licencia de Creative Commons Reconocimiento-
NoComercial-CompartirIgual 4.0 Internacional
.